Perguntas Frequentes

O que é o Prêmio Empreendedor Cultural?


É uma tecnologia social que busca estimular formas inovadoras e sustentáveis de empreender cultura, ao mesmo tempo em que democratiza e amplia o acesso ao financiamento de iniciativas e projetos culturais dos municípios especificados em abrangência territorial.
 Poderão ser premiados projetos de quaisquer áreas ou linguagens, que façam diferença em suas comunidades e sirvam de exemplo para outros empreendedores.

Como é feita a inscrição?

As inscrições para o Prêmio deverão ser realizadas, única e exclusivamente, via internet, pelo Formulário de Inscrição disponível no endereço www.empreendedorcultural.com.br, no período entre 23 de agosto e 21 de outubro de 2016.

O Proponente deverá ler atentamente o regulamento e todas as orientações de preenchimento do Formulário de Inscrição constantes do website. Deverá preenchê-lo integral e corretamente, enviando junto à sua inscrição os seguintes documentos/informações, em formato eletrônico, além de outras solicitadas pelo Formulário:

  1. Contrato Social;
  2. Comprovante de inscrição regular no cadastro de produtores culturais do Pró-Cultura RS;
  3. Documentos e materiais ilustrativos que forneçam referência e/ou amostra do trabalho do(s) artista(s) ou grupo(s) participante(s) do projeto (músicas, portfólios de imagens, texto para publicação, texto dramático ou roteiro para espetáculo cênico etc.) que sejam relevantes para a análise do projeto;
  4. Outros que os Proponentes julgarem adequados ou relevantes para a análise que será feita durante o processo de seleção;
  5. Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ.

Veja passo-a-passo em Como participar.

Quem pode participar?


Produtores culturais, pessoas jurídicas de direito privado, com fins lucrativos, que sejam cadastrados no Sistema Pró-Cultura RS.

Saiba mais sobre o Sistema Pró-Cultura RS.

Os projetos precisam ter sido aprovados pelo Conselho Estadual de Cultura nos termos do Sistema Pró-Cultura RS?


Não. A premiação não será efetuada por meio de recursos fiscais, portanto não é requerido que os projetos estejam inscritos no Sistema Pró-Cultura RS. Porém, para concorrer ao Prêmio, o empreendedor precisa estar cadastrado e habilitado no Sistema Pró-Cultura RS.

Quem são os responsáveis pela gestão do Prêmio?

Cida Planejamento Cultural – produtora gestora do Prêmio.

Saiba mais sobre Cida Planejamento Cultural.

Como os projetos devem ser apresentados?


Através do preenchimento do formulário eletrônico.

Quais são os documentos obrigatórios que devem constar no projeto?

Formulário preenchido, orçamento detalhado, anexos do projeto em arquivos PDF, JPEG e MP3 (max. 8 arquivos e 10MB);

  1. Contrato Social;
  2. Comprovante de inscrição regular no cadastro de produtores culturais do Pró-Cultura RS;
  3. Documentos e materiais ilustrativos que forneçam referência e/ou amostra do trabalho do(s) artista(s) ou grupo(s) participante(s) do projeto (músicas, portfólios de imagens, texto para publicação, texto dramático ou roteiro para espetáculo cênico etc.) que sejam relevantes para a análise do projeto;
  4. Outros que os Proponentes julgarem adequados ou relevantes para a análise que será feita durante o processo de seleção;
  5. Comprovante de situação cadastral no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
  6. Currículo da empresa proponente atualizado.

Veja passo-a-passo em Como participar.

Como será o processo de seleção dos projetos?


O processo de seleção terá três fases:

  1. Análise pela Comissão Curadora, que examinará os projetos com ênfase na sua pertinência e efetividade em relação aos aspectos culturais e artísticos e indicará aqueles que participarão da Residência Sociocriativa e deverão ser avaliados em segunda instância pela Comissão de Premiação.
  2. Análise pela Comissão de Premiação, considerando principalmente a relevância e impacto dos projetos em relação às dimensões de inovação (hashtags) requeridas pelo Prêmio. A Comissão de Premiação fará a composição dos projetos dentro do valor total disponibilizado para a premiação – R$ 200.000,00, podendo aprovar projetos integralmente ou parte deles.
  3. Análise documental.

A participação na Residência Sociocriativa é obrigatória?

Sim. A Residência Sociocriativa é uma etapa importante e indispensável no processo de estímulo e seleção proposto pelo Prêmio. Os projetos finalistas que não comparecerem serão automaticamente desclassificados. A produção do Prêmio oferecerá hospedagem, alimentação e ajuda de custo para o transporte para os participantes durante os dias da residência.

Quando serão divulgados os resultados?

A premiação será divulgada após as reuniões coletivas de avaliação das duas comissões. A previsão para a divulgação dos resultados é abril de 2017, podendo ser alterada de acordo com o andamento do processo de avaliação.

Como será feita a divulgação do resultado da seleção?

A divulgação dos resultados será feita exclusivamente através do site www.empreendedorcultural.com.br, bem como toda a comunicação sobre o andamento do processo dos projetos encaminhados.

Qual o valor do Prêmio?


O valor total desta terceira edição do Prêmio Empreendedor Cultural é de R$ 200.000,00. Serão contemplados prêmios com um valor máximo de R$ 30.000,00. Na inscrição, os proponentes não poderão solicitar valor inferior a 50% do orçamento total do projeto.

Quantos projetos podem ser inscritos?

Cada produtor poderá inscrever somente um projeto por edição do Prêmio.

Qual a área atendida pelo Prêmio Empreendedor Cultural?


Serão atendidos 118 municípios do interior do RS.

Veja os municípios em abrangência territorial.